Nome Científico: Cupania vernalis.

 

Família: Sapindaceae.

 

Nome vulgar: Cuvantã, camboatá, camboatá vermelho, cubantá, gragoatã. Guavatã, Miguel pintado, arco de pipa, arco de peneira, pau de cantil, jaguá ratai.

 

Ocorrência natural: Mata Atlântica.

 

Origem: Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo.

 

Locais de Ocorrência: Centro-Oeste, Sudeste, Sul.

 

Altura: De 20 a 25 metros.

 

Tronco: Tronco de 50-70 cm de diâmetro, revestido por casca com ritidoma estriado e pouco reticulado.

 

Folhas: Folhas alternas espiraladas, compostas pinadas, com 10-18 folíolos oblongos, dotados de margens serreadas, cartáceos a subcoriáceos, glabros na face adaxial e esparsamente pubescentes a pubescentes na abaxial, de 6-15 cm de comprimento.

 

Flores: Flores amareladas, pouco vistosas, dispostas em panículas multifloras.

 

Frutos: Frutos do tipo cápsula, sulcados.

 

Utilidade: Arborização e mata ciliar.